terça-feira, 20 de setembro de 2016

Você O crucificou



"Saiba, pois, com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo” (Atos 2:36)
Quem crucificou a Jesus? Há muito o que dizer sobre quem seriam os responsáveis pela morte de Jesus Nazareno, o filho do carpinteiro. Os judeus invejosos foram os responsáveis? A culpa foi de Judas Iscariotes? A culpa foi de Pilatos? Foi o povo judeu? Será que a responsabilidade maior recai sobre aqueles que penduraram Seu corpo na cruz? Há muito o que dizer sobre esta importante questão.
A Bíblia referencia, em detalhes, pessoas e grupo de pessoas que participaram na morte de Jesus, direta ou indiretamente. Colocando-nos como meros críticos leitores do relato bíblico da crucificação, ficamos indignados com a inveja e mentira dos escribas, fariseus e sacerdotes judeus. Ficamos perplexos com a frieza, falsidade e traição de Judas Iscariotes. Não temos palavras para descrever a barbárie dos soldados romanos, assim como a covardia sem medida de Pilatos. E o que dizer da preferência do povo judeu pelo homicida Barrabás? Enfim, cada personagem citado, cada autoridade, aos gritos e clamores de um povo cego, teve sua participação na morte de Jesus, o Filho de Deus.
Prezado leitor, saiba com absoluta certeza que a crucificação de Jesus Cristo está exatamente no CENTRO da história da humanidade! E neste CENTRO encontramos o máximo da maldade presente no coração humano: Rejeitaram, perseguiram, injuriaram, zombaram, prenderam, cuspiram, bateram, perfuraram e mataram o Filho de Deus! A compreensão e o correto entendimento sobre o que de fato aconteceu naquele lugar chamado Caveira determinará e selará o destino eterno da sua alma. Prossigamos…
Apesar de não ter cometido absolutamente nenhuma falha, pois o Senhor Jesus foi perfeito em todos os Seus caminhos, os judeus religiosos queriam matá-lO (João 8:40) e maquinaram a sua morte (Mateus 26:4). Foram culpados! Por dinheiro, Judas traiu o seu Mestre com um beijo e igualmente não ficará impune (João 19:11). O povo, incitado, gritou para que Jesus fosse crucificado (Lucas 23:21) e as filhas de Jerusalém foram avisadas por quem deveriam elas chorar (Lucas 23:28). Apesar da ignorância dos sanguinários soldados romanos, por quem Jesus intercedeu, está escrito que eles um dia verão a Jesus retornar ao mundo para reinar (João 19:37). Enfim, todos estes personagens crucificaram o Santo Filho de Deus e todos hão de ser responsabilizados, cada um por sua própria culpa.
Agora mirando a crucificação, não mais como olhos críticos para uma história passada, mas com a visão de Deus, encontramos na Bíblia afirmações surpreendentes:
DEUS DEU O SEU FILHO
“Deus amou o mundo de tal maneira, que DEU o Seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nEle crê, não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Sim, Jesus Cristo é a Dádiva de Deus ao mundo. Ele foi enviado ao mundo para que, pela fé no Seu Nome, vivêssemos.
DEUS ENTREGOU O SEU FILHO
“A este que vos foi ENTREGUE pelo determinado conselho e presciência de Deus, prendestes, crucificastes e matastes pelas mãos de injustos” (Atos 2:23). Sim, Deus planejou e entregou o Seu Filho, a fim de que Ele cumprisse a Sua vontade. Por algumas vezes, antes de padecer, Jesus havia afirmado que a Sua morte era necessária (Lucas 9:22), caso contrário não haveria salvação para ninguém.
JESUS MORREU POR NÓS, POR CAUSA DOS NOSSOS PECADOS
A Bíblia afirma que Jesus “por nossos pecados foi entregue” (Romanos 4:25). Diz ainda que“Cristo morreu por nossos pecados (I Co.15:3)”. E mais que “Ele morreu por todos” (II Co.5:15).
Nem Satanás, nem os judeus, nem Judas, nem Pilatos, nem os solados romanos, muito menos todos estes unidos tinham poder para tirar a vida dAquele que é a própria Vida (João 14:6). O Senhor Jesus foi bem claro ao dizer: “Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou” (João 10:17,18). Deus mandou Seu Filho ao mundo para morrer em prol da humanidade, no lugar dos pecadores, enfim, no nosso lugar. E Ele entregou a Sua vida voluntariamente!
Assim sendo, não foram somente os judeus ou romanos os responsáveis pela morte do Filho de Deus. TODOS NÓS SOMOS CULPADOS! Nós nem éramos nascidos, mas estávamos lá no Éden, caindo com Adão e Eva na ocasião em que o pecado entrou no mundo. Igualmente nós estávamos lá, no injusto juízo, juntamente com o povo judeu gritando: CRUCIFICA-O, CRUCIFICA-O! A raça humana caiu em pecado. A raça humana foi responsável pela morte do Santo. Todos nós crucificamos a Jesus Cristo!
Prezado amigo, você é um pecador perdido e está caminhando para a perdição eterna! Saiba contudo que foi por causa dos teus pecados que Deus, provando Seu infinito amor por você, enviou o Seu Filho Amado a este mundo para que morresse em teu lugar (Romanos 5:8). Olhe para o Calvário, pela fé, e veja aquele homem Santo e Perfeito sendo morto, não essencialmente porque foi perseguido, traído, preso e condenado injustamente (tudo isto é integralmente verdade), mas porque Ele te amou e entregou a Sua vida pelos teus pecados. Ele quis morrer por você, pois somente assim Deus poderia te salvar da condenação eterna. A obra da tua salvação já foi feita: “Está consumado!” (João 19:30), mas você precisa se apropriar desta graça salvadora. Para isso basta que você arrependa-se do teu pecado e creia no Senhor Jesus Cristo como o teu Único e Suficiente Salvador.
Finalmente, tome para si mesmo a mesma pergunta feita por Pilatos ao povo. E, com coração sincero, responda para Deus:

“Que farei então de Jesus, chamado Cristo?” (Mateus 27:22)
Fonte:fielpalavra.com
Postar um comentário