segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

A COMPAIXÃO DE DEUS E A RESPOSTA DO HOMEM



2 Cr 36:15,16- E o  Senhor , Deus de seus pais, lhes enviou  a sua palavra  pelos seus mensageiros, madrugando e enviando- lhos,  porque se compadeceu do seu povo e da sua habitação.
Porém zombaram dos mensageiros de Deus, e desprezaram as suas palavras, e escarneceram dos seus profetas, até que o furor do  Senhor  subiu tanto, contra o seu povo, que  mais  nenhum remédio  houve.
1-A COMPAIXÃO DE DEUS.(V-15) Sentimento pesar, pena e simpatia para com o sofrimento de outrem, associado ao desejo de confortá-lo, ajudá-lo etc.; DÓ; PIEDADE
a)Deus compadeceu-se de seu povo.
b)Deus lembrou-se deles por causa dos patriarcas.
c)Lembrou-se do seu santuário.
d)Advertiu-os no tempo próprio.
e)Enviou-lhes seus mensageiros.
 Os mensageiros de Deus que bradam contra os pecados do povo crente, quando este se conforma com o mundo, assim o fazem, movidos pela compaixão de Deus. Pregam suas mensagens com a firme esperança de que ninguém venha a perecer. A diminuta compaixão de certos pregadores, cuja mensagem leva o povo de Deus a adaptar-se à sociedade ímpia a seu redor, não é de Deus, como tampouco são dEle esses mensageiros (2 Tm 4.3,4). No decurso da história da igreja sempre houve aqueles que não amam a sã doutrina. À medida que o fim se aproxima, a situação nesse sentido tornar-se-á pior (1 Tm 3.1-5; 1 Tm 4.1).
 (1) “Não sofrerão a sã doutrina” (v. 3). Muitos professarão ser cristãos, freqüentarão as igrejas e mostrarão que servem a Deus, mas não aceitarão a fé apostólica original do NT, nem as exigências bíblicas ordenando que o crente separe-se da injustiça (3.5; cf. Rm 1.16)
 (2) “Desviarão os ouvidos da verdade” (v. 4). A autêntica pregação bíblica de um homem de Deus não mais será aceita por muitas igrejas. Os desviados da verdade desejarão sermões que apresentem um evangelho menos exigente (cf. 2.18; 3.7,8; 1 Tm 6.5; Tt 1.14). Já não aceitarão trechos da Palavra de Deus que tratam de arrependimento, pecado, perdição, necessidade da santidade e de separação do mundo (cf. 3.15-17; Jr 5.31; Ez 33.32).
 (3) “Amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências” (v. 3). Esses falsos crentes não quererão pastores segundo os padrões da Palavra de Deus (cf. 1.13,14; 1 Tm 3.1-10), mas buscarão os que toleram seus desejos egoístas e mundanos. Escolherão pregadores com dons de oratória, com a habilidade de divertir o povo e com uma mensagem que lhes assegure que é possilvel ser crente e continuar vivendo segundo a carne (cf. Rm 8.4-13; 2 Pe 2).
 (4) O Espírito Santo adverte todos que permanecem fiéis a Deus e se submetem à sua Palavra, que lhes aguardam perseguição e sofrimento, por amor à justiça (3.10-12; Mt 5.10-12). Além disso, devem separar-se das pessoas, das igrejas e das instituições que negam o poder de Deus para a salvação, e que pregam um evangelho modificado (3.5; ver Gl 1.9; 1 Tm 4.1,2; 2 Pe 2.1; Jd 3; Ap 2.24). Devemos sempre ser leais ao evangelho do NT e aos fiéis ministros de Deus que o proclamam. Assim, poderemos ter certeza de estreita comunhão com Cristo (Ap 3.20-22) e de tempos de refrigério pela presença do Senhor (At 3.19,20).
2-A RESPOSTA DOS HOMENS À BONDADE DE DEUS. (V-16)
a)Zombaram dos mensageiros de Deus.  36.16  rejeitaram as suas mensagens  Lc 20.10-12 ;  At 7.52 .
  2Cr 36.13-21  A cidade de Jerusalém começou a ser cercada em janeiro de 587 a.C., e o cerco durou dezoito meses ( 2Rs 25.1-21 ;  Jr 52.3 b-30). Com a queda da cidade e a destruição do Templo, os judeus perderam a sua independência e foram levados como prisioneiros para a Babilônia. Ali, ficaram até 538 a.C., quando Ciro, o rei persa, conquistou Babilônia e deixou que os judeus voltassem para a sua terra.
b)Despresaram a advertência divina.
c)Injuriaram os profetas de Deus.
d)Desafiaram a ira de Deus. Rm 1:18 A IRA DE DEUS.  A ira (gr. orge) de Deus é uma expressão da sua justiça e do seu amor. É a indignação pessoal de Deus e sua reação imutável diante de todo o pecado (Ez 7.8,9; Ef 5.6; Ap 19.15) causada pelo comportamento iníquo do ser humano (Êx 4.14; Nm 12.1-9; 2 Sm 6.6,7) e nações (Is 10.5; 13.3; Jr 50.13; Ez 30.15), e pela apostasia e infidelidade do seu povo (Nm 25.3; 32.10-13; Dt 29.24-28).
 (1) No passado, a ira de Deus e seu ódio ao pecado revelou-se através do dilúvio (Gn 6–8), da fome e da peste (Ez 6.11ss), do abrasamento da terra (Dt 29.22,23), da dispersão do seu povo (Lm 4.16) e de incêndio através da terra (Is 9.18,19).
 (2) No presente, a ira de Deus é vista quando Ele entrega os ímpios à imundícia e às vis paixões (ver v. 24 nota) e leva à ruína e à morte todos quantos persistem em lhe desobedecer (1.18—3.18; 6.23; Ez 18.4; Ef 2.3).
 (3) No futuro, a ira de Deus incluirá a Grande Tribulação para os ímpios deste mundo (Mt 24.21; Ap 6–19) e um dia vindouro de juízo para todos os povos e nações (Ez 7.19; Dn 8.19) — “dia de alvoroço e de desolação, dia de trevas e de escuridão” (Sf 1.15), um dia de prestação de contas para os iníquos (2.5; Mt 3.7; Lc 3.17; Ef 5.6; Cl 3.6; Ap 11.18; 14.8-10; 19.15). Por fim, Deus manifestará sua ira mediante o castigo eterno sobre os que não se arrependerem (ver Mt 10.28).
 (4) A ira de Deus não é a sua última palavra aos seres humanos, pois Ele proveu um meio de escape ou salvação da sua ira. O pecador pode arrepender-se do seu pecado e voltar-se a Jesus Cristo por fé (5.8; Jo 3.36; 1 Ts 1.10; 5.9).
 (5) Os crentes unidos a Cristo devem compartilhar da ira de Deus contra o pecado, não no sentido de vingança, mas por amor sincero à justiça e aversão ao mal (ver Hb 1.9). O NT reconhece uma ira santa que aborrece aquilo que Deus odeia; ira esta evidenciada principalmente no próprio Jesus (Mc 3.5; Jo 2.12-17; Hb 1.9; ver Lc 19.45), em Paulo (At 17.16) e outras pessoas justas (2 Pe 2.7,8; Ap 2.6 ).
e)Não encontraram mais salvação.
FONTE: B.E.P;M.E.B 489
ELABORADO POR: Ev. Jorge Gonçalves 

domingo, 10 de fevereiro de 2013

A MORTE DE CRISTO.


                                               
Fp 2.8 e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte e morte de cruz.

1.O TEMA CENTRAL DE TODA ESCRITURA SAGRADA
1 Co 15.3- Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras,

2.REALIZOU-SE SEGUNDO O PROPÓSITO DE DEUS.
Gn 3.15- E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
E x 12.3-7 Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês, tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada casa.  Mas, se a família for pequena para um cordeiro, então, tome um só com seu vizinho perto de sua casa, conforme o número das almas; conforme o comer de cada um, fareis a conta para o cordeiro. O cordeiro,  ou cabrito,  será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras e o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde.E tomarão do sangue e pô-lo-ão em ambas as ombreiras e na verga da porta, nas casas em que o comerem.
Ap 13.8 E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.

3.SUA FINALIDADE FOI A RECONCILIAÇÃO DO MUNDO.
Cl 1.20- e que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas  as coisas,  tanto as que  estão  na terra como as que  estão  nos céus.

4.A MORTE DO SENHOR FOI NESCESSÁRIA A NOSSA SALVAÇÃO
Mt 16.21- Desde então, começou Jesus a mostrar aos seus discípulos que convinha ir a Jerusalém, e padecer muito dos anciãos, e dos principais dos sacerdotes, e dos escribas, e ser morto, e ressuscitar ao terceiro dia.

5-ELA EFETUA A PROPRICIAÇÃO DE TODO PECADO.
1 Jo2.2- E ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.

6. É INCOMPREENSIVÉL AO HOMEM NATURAL.
1 Co 1.23- mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus e loucura para os gregos.

7.SEU EFEITO:
a)satisfez Deus plenamente.
 Ef 5.2 e andai em amor, como também Cristo vos amou e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.
b)Glorifica ao Senhor.
Jo 12.23,24- E Jesus lhes respondeu, dizendo:  É chegada a hora em que o Filho do Homem há de ser glorificado. Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, dá muito fruto.
c)Satanás foi vencido eternamente.
Cl 2.14,15- havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio  de nós,  cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.
d)A lei foi cumprida
e)Fomos justificados
Rm 5.9- Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.
Rm 8.3- Porquanto, o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne,

Compilado por: Ev.Jorge Gonçalves