quinta-feira, 30 de julho de 2009

As Testemunhas de Jeová são uma Seita ?

Joaquim de Andrade.
Para sabermos isto precisamos perguntar: O que é uma seita? O Dicionário Aurélio – Século XXI define entre outras como: “Comunidade fechada, de cunho radical”. Ainda falando sobre o assunto A Sentinela de 15 de fevereiro de 1994 define: “São as Testemunhas de Jeová uma seita? Os membros de seitas com freqüência se isolam da família, dos amigos e até da sociedade em geral. Dá-se isso com as Testemunhas de Jeová?” Deixemos então que as próprias TJ’s respondam através de suas revistas.

Será que elas se isolam da família e dos amigos?
“Ainda há aqueles que pensam que podem permitir a si mesmos buscar associação com amigos ou familiares mundanos para entretenimento” (A Sentinela 15 de fevereiro de 1960 – em inglês)

Será que elas se isolam da sociedade?
“Não deve haver nenhuma parceria, nenhuma associação, nenhuma parte, nenhuma partilha com incrédulos. Por outras palavras, nenhuma associação com eles...” (ibdem)

Será que se isolam daqueles que não concordam com seu ponto de vista?
“Não queremos confraternizar com pecadores deliberados, porque não temos nada em comum com eles.” (A Sentinela 15 de Março de 1996)

São de cunho radical?
As TJ’s odeiam aqueles que têm pontos de vista diferente e se apartaram da Organização? Como elas os tratam?

“nunca os receba em seu lar nem os cumprimente...Estas são palavras enfáticas, orientações claras.” (A Sentinela 15 de Março de 1986 pág.13)

Então ela é ensinada a odiá-los?

“Queremos ter a lealdade que o rei Davi evidenciou ao dizer: “Acaso não odeio os que te odeiam intensamente, ó Jeová...?Odei-os com ódio consumado...” (A Sentinela 15 de Março de 1996 pág.16)

Agora preste atenção na hipocrisia:

“É verdade que as pessoas talvez discordem veementemente entre si nas suas crenças religiosas, mas não existe base para odiar uma pessoa só porque ela tem um ponto de vista diferente...” (o Homem em busca de Deus, pág. 10)

Então porque elas ensinam a odiá-los?

“Não tem sido culpadas de representar uma farsa por dizerem ‘amamos a Deus’ ao passo que odeiam seus irmãos de outra nacionalidade, tribo ou raça.” (Poderá Viver para sempre no Paraíso na Terra, pág. 189/90)”

O que temos lido acima pode ser chamado de amor?

Creio que já deu para perceber o perigo que corre os que se filiam a esta religião.Quanto a isto não precisamos nem de literatura para provar, pois os fatos falam por si. Olha para a vida de uma TJ, não permitem transfusões de sangue, não participam de feriados ou festas como natal, ano novo, aniversários. Não servem à pátria nos serviços militares e ainda se consideram a única religião verdadeira. Precisa mais para saber se eles são realmente radicais? Você gostaria de levar uma vida assim?

Sim, as Testemunhas de Jeová é realmente uma seita e como tal deve ser evitada. Jesus nos adverte quanto a este de religião ao dizer “Acautelai-vos dos falsos profetas”.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Testemunhas de Jeová?

Forrest L. Keener

Provas bíblicas de algumas heresias básicas desta seita.
"A lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra jamais verão a alva," Isaías 8:20.
Uma mocinha de treze para catorze anos de idade e um menino de mais ou menos onze, apareceram em minha casa um sábado de manhã: "Somos Jovens alunos da Bíblia, e como parte do nosso treinamento bíblico, gostaríamos de fazer-lhe algumas perguntas." Qual é a igreja que freqüentam?" perguntei. Este assunto não era para ser discutido por eles no momento, mas quando insisti responderam: "Salão do Reino". Elas eram "Testemunhas de .Jeová".
Duas moças sem se identificarem, entregaram-me um folheto por cima da cerca do meu quintal, o qual era intitulado: "A religião tem traído América?" Um assunto interessante, sem dúvida, mas uma olhada rápida no material revelava que não se relacionava com o título, de jeito nenhum, mas propunha-se a prepará-lo para as doutrinas Russelitas. Elas eram "Testemunhas de .Jeová".
Dois rapazes tocaram a campainha de minha casa um sábado de manhã, desejando falar comigo sobre "todas as doenças e enfermidades que se espalhavam pela nação." Confessaram, só quando insisti que se identificassem, que eram "Testemunhas de .Jeová". Quando citei e fiz aplicações de muitos versículos da Bíblia (para desgosto deles) um dos dois afirmou que eu pensava que era o Deus Todo-Poderoso e saíram apressadamente. Quando eles saem quase sempre sinto-me mal, e com emoções confusas. Sinto raiva, por causa das heresias infernais com as quais encherão a rua. Sinto-me oprimido, porque sei que são vítimas de suas próprias armadilhas, e estão andando fielmente no caminho que os levará ao inferno.
Escrevi este folheto, porque onde quer que esteja, e seja quem for, você cedo ou tarde será subtilmente atraído por pessoas que depois de muito perguntarem ou tiverem levantado interesse suficiente em você, anunciarão que são "Testemunhas de .Jeová". Mas não são. Elas são Vendedores da Serpente. Embaixadores do Diabo. Talvez você diga: "Mas senhor isto não é jeito de falar sobre as convicções religiosas de alguém". E eu respondo: "Minha primeira obrigação não é a bondade, e sim a verdade". Paulo disse com respeito aos falsos mestres: "Eu queria que fossem cortados," condenados à morte, Gálatas 5: 8-12. O Senhor Jesus também falou a respeito dos falsos mestres: "O fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós" Ele os chamou hipócritas, guias cegos e insensatos, Mateus. 23: 14-23. As espadas destas cruzadas do erro estão pingando com o sangue dos ignorantes e descuidados. Você, seus filhos, e os filhos do seu vizinho são os alvos deles. Temos o direito de ignorá-los, dizendo: "Cada homem tem sua religião própria?" É claro que não! Eles são mais perigosos e fazem menos discriminação do que o cientista louco, que envenena a fonte d’água de uma cidade com uma bactéria mortal, mas que não se pode detectar. Por isso tratarei só de algumas de suas heresias básicas, mas mortais, e tentarei dar-lhe algumas instruções bíblicas, para que saiba como reagir, quando aparecerem. Sendo vítimas de seus próprios ardis destrutivos, darei maior espaço a verdade da Bíblia, do que a heresia das "Testemunhas de .Jeová", para que se possível, possa ajudar a iluminar a mente de qualquer "Testemunha de Jeová" que leia este folheto, porque desejo que elas também se salvem.

UMA APROXIMAÇÃO SATÂNICA
Quando Satanás veio falar com Eva no jardim, ele fingiu que queria esclarecê-la quanto a uma oportunidade de ser tão sábia quanto Deus e ser também como Ele, Gênesis 3: 4-5. Mas o que Satanás queria realmente era difamar de Deus, Gênesis 3:5, e trazer a morte à raça humana, Gênesis 4:8 e todo o capítulo 5. Quando qualquer embaixador religioso hesita em se identificar, como Satanás fez no jardim, ou tenta dissimular o assunto que realmente deseja discutir, sua aproximação é satânica e sua religião por certo também o será.

AS "TESTEMUNHAS DE JEOVÁ" NEGAM A DIVINDADE DE CRISTO
Quero dizer com isto que elas negam que Jesus Cristo foi Deus Jeová, manifestado na carne. Elas dizem que Jesus foi um ser criado. Referem-se a Ele em João 1:1 em sua tradução ridiculamente desonesta e não erudita da Bíblia, "A Tradução do Novo Mundo", como "um deus". Note o "d" minúsculo.
O que a Bíblia diz a este respeito? Ela diz que Jesus, o Verbo encarnado, era Deus, João 1:1-3 e João 1:14. Em Apocalipse 1:7-8 e Apocalipse 22:13, Jesus é mostrado como possuidor do atributo da auto-existência eterna, e Isaías 4:14, 44:6 e 48:12 claramente ensinam que um atributo o qual pertence exclusivamente a Deus Jeová. Em Filipenses 2:9-11, a adoração que Paulo disse pertencer a Jesus Cristo era a mesma que Isaías 45:22-25 disse pertencer exclusivamente a Jeová. Muitos atos que Jeová do Velho Testamento declarou que faria, Cristo fez e declarou que Seus atos eram o cumprimento daquelas profecias. Compare Isaías 44:22-23, que declara Jeová como o redentor com Efésios 1:7, que declara que Jesus Cristo é o Redentor. Compare Isaías 54:17 que declara Jeová como nossa justiça com 1 Coríntios 1:30 o qual diz que Jesus Cristo é nossa justiça. Compare Isaías 43:11 que ensina que só Jeová é o Salvador do homem, com Tito 2:13 que diz tão claramente que Jesus Cristo é este Salvador. Colossenses 2:9-10 declara que "nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade" e que "estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade". As Testemunhas de Jeová negam isto. amigo, esta negação os torna não só "Cristãos extraviados" mas vendedores da serpente, embaixadores de Satanás, inimigos de Cristo e do Seu trabalho consumado na cruz.

AS "TESTEMUNHAS DE JEOVÁ" NEGAM A DOUTRINA DO INFERNO
Elas dizem que o inferno é a sepultura, e que os maus não vão literalmente para um fogo eterno onde sofrerão eternamente. Devo admitir que não posso culpá-los por desejarem que isto seja assim. Fiz o mesmo, quando era perdido. As Escrituras porém são o critério para a verdade e não a preferência humana. E o que a Bíblia ensina? Ela ensina que os maus irão para o inferno e todas as nações que se esquecem de Deus, Salmo 9:17. Se o inferno fosse só a sepultura como as "Testemunhas de Jeová" ensinam, como podia se fazer uma diferença entre os maus e os justos? Por que os justos também vão para a sepultura. As "Testemunhas de Jeová" enganam, com muita conversa ignorante sobre tradução, mostrando que o inferno traduzido de tais palavras como Seol no Velho Testamento e Hades, Tártarus e Gehenna no Novo Testamento. Muitos estudiosos da Bíblia sabem que isto é verdade. Lembre-se porém que Satanás nunca mente sem enrolar a mentira numa verdade. As "Testemunhas de .Jeová" dizem porém que estas palavras significam sepultura ou algum fogo temporário, mas nunca um castigo eterno. Este é o "destaque" do Diabo. É perto da verdade para que o incauto possa cair nela e ainda é 100% falsa. Nem uma só vez é qualquer uma destas palavras traduzida como inferno, quando se refere a um sepulcro, um buraco no chão ou qualquer lugar de descanso do corpo físico, mas só quando se refere ao estado da morte. Havia sepulturas para os corpos na Bíblia, mas nem uma vez referidas pela palavra hebraica Seol ou a grega Hades. Por isso toda esta conversa "erudita" sobre tradução é só uma tela enfumaçada do Diabo, para desviar a atenção da doutrina bíblica do castigo eterno.
As "Testemunhas de Jeová" descrevem o inferno como alguma coisa da qual ninguém precisa ter medo. Mas tanto o inferno como o lago do fogo são exibidos nas Escrituras como algo ser temido grandemente. Apocalipse 20:14-15. É referido como tormento eterno. Apocalipse 14:11, Lucas 16:24 e Marcos 9:43-48. As "Testemunhas de Jeová" ou explicam isto sempre, ou o ignoram ou dizem que é uma destruição física muito rápida do mau. Mas nunca tentam ensinar qualquer verdade destas passagens, simplesmente as ignoram abandonando-as. Vamos ver o que Cristo ensinou sobre o inferno em Marcos 9:43-48.
As "Testemunhas de Jeová" obscurecem esta passagem apontando a palavra grega original, que é traduzida inferno aqui.
Isto não adianta nada. Chame a palavra trevo em vez de inferno se desejar, e ainda verá o que Jesus Cristo estava ensinando sobre o lugar desta passagem. Por favor, abra sua Bíblia em Marcos 9:43-48, e leia estes versículos com cuidado. (1) O inferno é o oposto da vida eterna, porque Jesus se refere constantemente a ele como a alternativa para a vida. É preciso que você veja que Jesus está falando sobre a vida eterna, pois se dirige a pessoas que têm vida temporária e diz-lhes que entrem na vida. (2) É fogo. Mais uma vez deve lembrar-lhe que mesmo que as "Testemunhas de Jeová" traduzam esta palavra trevo em vez de inferno, Cristo ainda nos assegura do intento de Seu ensinamento, dizendo constantemente que este lugar sobre o qual está falando é fogo. Só nestes cinco versículos Jesus se refere ao inferno com a palavra fogo seis vezes. (3) Este fogo é eterno. Ele lembrava às pessoas constantemente que este fogo não se apaga. Não há um jeito aqui na terra pelo qual você possa dar (e eu enfatizo) qualquer credibilidade à interpretação desta passagem feita pelas "Testemunhas de Jeová", sem acusar o Senhor de ter enganado propositadamente as pessoas em Seu ensinamento.
É claro que nada agradaria mais a Satanás do que persuadir o mundo a "comer, beber e divertir-se, porque amanhã morremos e não há castigo após disto". Ele tem enviado seus vendedores por todo o mundo e sua "cantada" é tão convincente à mente natural "que só a palavra de Deus corretamente manejada pode silenciar suas bocas vis".

AS "TESTEMUNHAS DE JEOVÁ" NEGAM A RESSURREIÇÃO CORPORAL DE JESUS CRISTO
Em nenhum lugar Satanás ataca tão vitalmente o Evangelho, quanto nesta mentira pela fé em Sua morte, sepultamento e ressurreição corporal, que é absolutamente vital para a salvação da alma. 1 Coríntios 15:14.
Se você perguntar .as "Testemunhas de Jeová", se elas crêem na ressurreição de Cristo, dirão que sim e provavelmente tentarão mudar de assunto. Se contudo você disser ressurreição corporal elas a negarão. Elas tentam estabelecer sua negação infernal com o mal uso de tais versículos como 1 Coríntios 15:50: "A carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus". Este versículo ensina, de fato, exatamente o oposto da interpretação delas. Onde quer que a Bíblia fale sobre a ressurreição de Cristo está sem exceção se referindo à Sua ressurreição corporal. (l) A palavra ressurgir significa levantar dos mortos. Quem é tão estúpido ou profano para dizer que o espírito de Jesus morreu e que assim Sua ressurreição podia ser possivelmente espiritual? O espírito de Jesus não morreu. Ele foi entregue nas mãos de Deus. Lucas 23:46. Jesus, em espírito, foi para o paraíso. Lucas 23:43. Sua ressurreição não podia ter sido espiritual, a menos que Sua morte fosse espiritual. (2) Onde quer que a ressurreição seja citada, o corpo de Jesus é o assunto. Em Mateus. 28 e Lucas 24, todos concordarão que o assunto é a ressurreição. Em Lucas 24:2 foi a ausência do corpo que deu a primeira idéia da realidade da ressurreição de Cristo. Em Lucas 24:4-5 os anjos disseram que o que as pessoas estavam procurando não estava ali, mas tinha ressuscitado. Eles estavam procurando o espírito de Jesus? Não! Procuravam obviamente Seu corpo. Em Lucas 24:16, os discípulos na estrada de Emaús tinham seus olhos "como que fechados" para que não reconhecessem Jesus. Era um corpo ou um espírito que seus olhos podiam ter visto e reconhecido? (3) O próprio Jesus disse que Sua ressurreição seria corporal, Lucas 24:39. Ele disse a Seus discípulos amedrontados "um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho. E mostrou-lhes suas mãos e pés. Carne, mãos, pés e ossos são partes de um corpo ou de um espírito? Não só isto, mas Jesus pegou a comida e comeu na presença deles, para provar que não era "um espírito" e sim um corpo físico e palpável. Lucas 24:39. Deus não é autor de confusão.
A doutrina da ressurreição das "Testemunhas de Jeová" é exatamente igual a de Satanás. É de fato sua "cantada". Pergunte a uma delas o que aconteceu ao corpo de Jesus e veja como a resposta será quase igual à mentira que os soldados romanos foram pagos para dizer em Mateus 28:12-16.
Carne e sangue, 1 Coríntios 12:50, é um coletivo usado para se referir ao corpo natural, depravado e pecador. Nenhum estudioso da Bíblia crê que este corpo herdará o reino de Deus. A Bíblia ensina que esse novo corpo será de carne e osso, ressurrecto ou trasladado, vivificado e sustentado não por sangue, mas pelo Espírito de Deus.

OUTRAS DOUTRINAS QUE AS "TESTEMUNHAS DE JEOVÁ" NEGAM
Poderíamos facilmente continuar e estabelecer com igual certeza que as "Testemunhas de Jeová" promovem doutrinas igualmente satânicas e não de acordo com as Escrituras, no que se refere à volta de Cristo, à Trindade, ao Espírito Santo, à criação, ao sangue expiatório, à natureza do sangue humano, à Escritura, ao Céu, ao patriotismo, à salvação, etc., etc., etc. De fato com seus volumes e massas de panfletos tratam, ou como eu diria maltratam menos do que 7% da Bíblia inteira. VIGIAI COM ELES CRENTES!!!!

Que Deus o guie em toda a verdade. Amém.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

ESTA VERDADE TEM QUE SER DITA!!!!

ESTA VERDADE TEM QUE SER DITA E ISTO NÃO ACONTECE SÓ NOS EUA. ACONTECE TAMBÉM NO RESTANTE DO MUNDO. ISTO FOI FALADO JÁ A ALGUM TEMPO MAS O SEU CONTEÚDO É ATUALÍSSIMO.

FINALMENTE, A VERDADE É DITA NA TV AMERICANA
A filha de Billy Graham (pregador americano) estava sendo entrevistada
no Early Show e Jane Clayson perguntou a ela: "Como é que DEUS teria
permitido algo horroroso assim acontecer no dia 11 de setembro?
Anne Graham deu uma resposta extremamente profunda e sábia. Ela disse:
"Eu creio que DEUS ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto
quanto nós.
Por muitos anos nós temos dito para DEUS não interferir em nossas
escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas. Sendo um
cavalheiro como DEUS é, eu creio que Ele calmamente nos deixou. Como
poderemos esperar que DEUS nos dê a Sua bênção e Sua proteção se nós
exigimos que Ele não se envolva mais conosco?”
Eu sei que há muita gente mandando email a respeito do dia 11 de
setembro de 2001, mas um tentado assim, como o ocorrido, realmente faz
você pensar. Se você acha que não tem tempo, pelos menos passe os olhos
nesta crônica, pois no fundo é algo sério para se pensar...
À vista dos acontecimentos recentes.... ataque dos terroristas, tiroteio
nas escolas, etc. Eu creio que tudo começou desde que Madeline Murray O'
Hare (que foi assassinada e seu corpo encontrado recentemente), se
queixou de que era impróprio se fazer oração nas escolas americanas como
se fazia tradicionalmente, e nós concordamos com a sua opinião. Depois
disso, alguém disse que seria melhor também não ler mais a Bíblia nas
escolas... A Bíblia que nos ensina que não devemos matar, não devemos
roubar, e devemos amar o nosso próximo como a nós próprios. E nós
concordamos.
Logo depois, o Dr. Benjamin Spock disse que não deveríamos bater em
nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas
personalidades em formação ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar
sua auto-estima. (O filho do Dr. Spock cometeu suicídio) E nós dissemos:
"um perito nesse assunto deve saber o que está falando", e então
concordamos com ele. Depois alguém disse que os professores e os
diretores das escolas não deveriam disciplinar os nossos filhos quando
eles se comportassem mal. Os administradores escolares então decidiram
que nenhum professor em suas escolas deveria tocar em um aluno quando se
comportasse mal, porque não queriam publicidade negativa, e não queriam
ser processados.
Há uma grande diferença entre disciplinar e tocar, bater, dar socos,
humilhar e chutar, etc. E nós concordamos com tudo. Aí alguém sugeriu
que deveríamos deixar que nossas filhas fizessem aborto, se elas assim o
quisessem, e que nem precisariam contar aos pais. E nós aceitamos essa
sugestão sem ao menos questioná-la. Em seguida algum membro da mesa
administrativa escolar muito sabido disse que, como rapazes serão sempre
rapazes, e que como homens iriam acabar fazendo o inevitável, que então
deveríamos dar aos nossos filhos tantas camisinhas quantas eles
quisessem, para que eles pudessem se divertir à vontade, e que nem
precisaríamos dizer aos seus pais que eles as tivessem obtido na escola.
E nós dissemos, "está bem". Depois alguns dos nossos oficiais eleitos
mais importantes disseram que não teria importância alguma o que nós
fizéssemos em nossa privacidade, desde que estivéssemos cumprindo com os
nossos deveres. Concordando com eles, dissemos que para nós
não faria qualquer diferença o que uma pessoa fizesse em particular,
incluindo o nosso presidente da República, desde que o nosso emprego
fosse mantido e a nossa economia ficasse equilibrada.
Então alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de
mulheres nuas, e disséssemos que isto é uma coisa sadia, e uma
apreciação natural da beleza do corpo feminino. E nós também
concordamos. Depois uma outra pessoa levou isto um passo mais adiante e
publicou fotos de crianças nuas e foi mais além ainda, colocando-as à
disposição na Internet. E nós dissemos, "está bem, isto é democracia, e
eles têm direito de ter a liberdade de se expressar e fazer isso". A
indústria de entretenimento então disse: "Vamos fazer shows de TV e
filmes que promovam profanação, violência e sexo ilícito. Vamos gravar
música que estimule o estupro, drogas, assassínio, suicídio e temas
satânicos." E nós dissemos: "Isto é apenas diversão, e não produz
qualquer efeito prejudicial.
Ninguém leva isso a sério mesmo, então que façam isso!" Agora nós
estamos nos perguntando por que nossos filhos não têm consciência, e por
que não sabem distinguir entre o bem e o mal, o certo e o errado, por
que não lhes incomoda matar pessoas estranhas ou seus próprios colegas
de classe ou a si próprios...
Provavelmente, se nós analisarmos tudo isto seriamente, iremos
facilmente compreender: Nós colhemos exatamente aquilo que semeamos! ma
menina escreveu um bilhetinho para DEUS, dizendo: "Senhor, por que não
salvaste aquela criança na escola?"
A resposta Dele seria: "Querida criança, não me deixam entrar nas
escolas!" Do Seu DEUS. É triste como as pessoas simplesmente culpam DEUS
e não entendem por que o mundo está indo a passos largos para o inferno.
É triste como cremos em tudo que os jornais e a TV dizem, mas duvidamos
do que a Bíblia nos diz. É triste como todo o mundo quer ir para o céu,
desde que não precise crer, nem pensar ou dizer qualquer coisa que a
Bíblia ensina. É triste como alguém diz: "Eu creio em DEUS", mas ainda
assim segue a Satanás, que por sinal, também "crê" em DEUS. É engraçado
como somos rápidos para julgar, mas não queremos ser julgados! Como
podemos enviar centenas de piadas pelo email, e elas se espalham como
fogo, mas quando tentamos enviar algum email a respeito de DEUS, as
pessoas têm medo de compartilhar e reenviá-lo a outros! É triste ver
como o material imoral, obsceno e vulgar corre livremente na Internet,
mas uma discussão pública a respeito de DEUS é suprimida
rapidamente na escola e no trabalho. É triste ver como as pessoas ficam
inflamadas a respeito de Cristo no domingo, mas depois se transformam em
cristãos invisíveis pelo resto da semana. Você está achando graça? Você
mesmo pode não querer reenviar esta mensagem a muitos da sua lista de
endereços porque você não tem certeza a respeito de como receberão, ou
do que pensarão a seu respeito, por lhes ter enviado. Não é verdade?
Interessante que nós nos preocupamos mais com o que as outras pessoas
pensam a nosso respeito do que com o que DEUS pensa.

terça-feira, 14 de julho de 2009

EXPERIENCIA NA PROVAÇÃO.






Havia um grupo de mulheres num estudo bíblico do livro de Malaquias..
Quando elas estavam estudando o capítulo três, elas se depararam com o versículo 3 que diz: 'Ele se assentará como um refinador e purificador de prata...'. Este verso intrigou as mulheres e elas se perguntaram o que esta afirmação significava quanto ao caráter e natureza de Deus.
Uma das mulheres se ofereceu para tentar descobrir como se realizava o processo de refinamento da prata e voltar para contar ao grupo na próxima reunião do estudo bíblico.

Naquela semana esta mulher ligou para um ourives e marcou um horário com ele para assisti-lo em seu trabalho.


Ela não mencionou a razão de seu interesse na prata nada além do que sua curiosidade sobre o processo de refinamento da prata. Enquanto ela o observava, ele mantinha um pedaço de prata no fogo e deixava-o
aquecer. Ele explicou que no refinamento da prata devia-se manter a prata no meio do fogo onde as chamas eram mais quentes de forma a queimar todas as impurezas. A mulher pensou em Deus mantendo-nos em um lugar tão quente; depois, ela pensou sobre o verso novamente... ' Ele se assenta como um refinador e purificador de prata'.


Ela perguntou ao ourives se era verdade que ele tinha que sentar-se em frente ao fogo o tempo todo que a prata estivesse sendo refinada. O homem disse que sim, ele não apenas tinha que sentar-se lá segurando a prata, mas também tinha que manter seus olhos na prata o tempo inteiro. Se a prata fosse deixada, apenas por um momento em demasia nas chamas, ela seria destruída.


A mulher silenciou por um instante. Depois, ela perguntou: 'Como você sabe quando a prata está completamente refinada?'. E o homem respondeu: 'Oh, é fácil! - o processo está pronto quando vejo minha
imagem refletida nela'.

Tenhamos fé pois toda provação tem seu objetivo em Deus.
Tudo vai terminar em profunda experiencia com Deus.
Pr. Leonardo Lima

sábado, 11 de julho de 2009

FATOS LAMENTÁVEIS QUE ENVOLVEM O NOME DO CRISTIANISMO.


Antes de mais uma postagem gostaria de dizer que tudo o que envolve o cristianismo é alvo do meu interesse e nesta postagem está uma demonstração do que está previsto na bíblia sagrada em:Mt cap. 24 onde Jesus fala que a iniquidade aumentaria e infelizmente a iniquidade está patente para quem quiser enxergar e isto é um sinal da volta de Jesus para buscar a sua igreja este fato é um dos indicativos da sua volta espero que os leitores que apreciam este blog vejam o que eu estou vendo ou seja os sinais que estes fatos representam.Esta senhora ao lado é protagonista dos fatos a seguir.






Eva, naturalmente. A primeira mulher. Bispa, lésbica, com um filho que brinca na sacristia, enquanto ela reza a missa. Eva Brunne cruza as pernas debaixo da túnica branca e fica séria. "As polêmicas eram previsíveis. Existem pastores que seguem os desenvolvimentos democráticos e que querem que a Igreja faça parte deles. Outros, ao invés, se opõem a eles". Levanta os ombros e joga uma das mãos para trás, como dizendo: homens atrasados, é preciso perdoá-los.


Ela tem 55 anos, uma companheira mais jovem, Gunilla Linden, que há três anos deu a luz ao filho delas. Tudo normal, ou quase. Não fosse pelo fato de que essa sacerdotisa foi recém eleita "bispa" de Estocolmo. E também na progressista Suécia – onde o clero feminino existe há meio século – criou-se um escândalo que a Igreja luterana não consegue mais superar. Eva Brunne obteve 412 votos contra os 365 do principal concorrente, o reverendo Hans Ulfvebrand. Mas os seus adversários apresentaram seis recursos para invalidar a votação.

A reportagem é de Anais Ginori, publicada no jornal La Repubblica, 01-07-2009. A tradução é de MoisésSbardelotto.

Oficialmente, a guerra para o bispado de Estocolmo é combatida em torno a argumentos jurídicos e recontagens de votos. O verdadeiro objetivo, porém, é ela, o símbolo que representa. Recém eleita, concedeu entrevista à revista gay mais conhecida do país,QX, e ao homólogo francês Tetu.

"Gunilla é pastora como eu, e acho que isso facilita a nossa relação", confessou. O casal foi registrado no cartório e "abençoado" pela Igreja. No outono [europeu] o Sínodo luterano será chamado a se pronunciar sobre a celebração de casamentos para gays e lésbicas. "Martinho Lutero nos ensinou que qualquer pessoa pode assumir uma posição de mérito na fé e na Bíblia", argumenta ela, respondendo aos que defendem que não há registros de casamentos entre pessoas do mesmo sexo nos textos antigos.

O sacerdócio feminino foi autorizado na Suécia no fim dos anos 50. Em 1971, Margit Sahlin foi a primeira mulher a se tornar pároca. Desde então, houve muitos bispados "rosa", incluindo o de Estocolmo, entregue há 10 anos a Caroline Krook, agora prestes a se aposentar.

Mas a eleição de Eva Brunne, com o seu "lesbo-pride", teve um efeito devastador, revelando uma ambiguidade que atravessa toda a Igreja. Entre os noviços, o número de mulheres já superou os de homens (588 contra 331 na última década), porém, ainda há muitas discriminações. O observatório para a igualdade de oportunidades do governo descobriu que as pastoras ganham cerca de 400 euros menos do que os seus colegas homens e que existe um "teto de vidro" na alta hierarquia: dentre 14 bispos, 12 são homens.

"Desde que o parlamento sueco mudou a lei sobre o casamento e depois sobre os filhos dos casais homossexuais, há um 'gay baby-boom'. A Igreja não pode se permitir negar os sacramentos a essas famílias", defende Lars Gardfeldt, pastor de Goteborg, que há anos se ocupa da homofobia e da religião, convive com um outro pastor e é pai de dois gêmeos.

Porém, enquanto isso, chegaram mensagens agressivas na página eletrônica da diocese de Estocolmo. "A nova bispa é muito pia, sábia e atenta aos mais fracos", escreveKelvin, da região de Flemingsberg, ex-paróquia di Eva Brunne. "É uma pastora que sabe cuidar do seu rebanho. Infelizmente, isso não conta para quem enche a boca de raiva indignada. Rezemos por Eva e pela diocese de Estocolmo que fez uma escolha justa e corajosa".

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Como os cristãos são perseguidos na Coreia do Norte .

É muito desencorajador notar o nível de perseguição aos cristãos na Coreia do Norte, até mesmo aqueles que estão supostamente protegidos de acordo com a constituição do país.

Mas o oposto é o caso de um país onde cada cidadão supostamente tem direitos fundamentais em termos de permissão para adorar seu Deus da maneira e forma que considerem adequada.

Você pode imaginar um caso como o de Juan Eun Hye, um desertor norte-coreano, que foi colocado sob severa vigilância e enfrentou toda forma de perseguição da Agência de Segurança da Coreia do Norte. “Eu tive que fugir do meu país e me tornar um refugiado. Apesar da educação completamente ateísta, da incessante propaganda anti-religiosa e da tenaz vigilância do governo, nossa família guardou a fé.”

De acordo com o relatório da Portas Abertas, existe um numero de 50.000 a 70.000 de cristãos que estão detidos em vários campos de prisão e há um total aproximado de 400.000 crentes na Coreia do Norte.

O relatório também afirmou que os cristãos norte-coreanos podem ser presos por qualquer ato que o Estado defina como crime, por exemplo, ser cristão, fazer qualquer comentário negativo sobre o regime de governo, ter uma foto do Kim II Sung em casa, manter a casa bem limpa ou mesmo viajar para a China atrás de comida.

É digno de atenção, que há oito campos de prisão política na Coreia do Norte que mantêm em torno de meio milhão a um milhão de pessoas e esses prisioneiros políticos estão constantemente sob ameaça de execução.

Existe também em torno de 30 campos onde há centenas de milhares de norte-coreanos que trabalham forçadamente todos os dias e dois desses campos juntos tem a mesma área que a Ilhota de Wight*.

A Portas Abertas também relata que nos últimos 30 anos cerca de 500.000 tenham perecido nas enormes redes de cadeias, campos de prisão e em secretos projetos subterrâneos em construção na Coreia do Norte.

Isto indica: “A falta de comida combinada com o árduo trabalho exigidos dos prisioneiros significa que eles morriam de desnutrição e exaustão. Alguns dos sobreviventes comiam qualquer coisa que achavam como cobras e ratos.”

Como resultado deste cenário, a Portas Abertas iniciou uma campanha diplomática, na qual mostraria as condições dos refugiados na Coreia do Norte e forçaria uma repatriação para a China.

Também a rede WCD de Noticias, Noticias Cristãs e Agência de Mídia tem relatado algumas vezes que cristãos na Coreia do Norte vivem sob constante perigo de assédio, prisão e tortura, e estes cristãos que estão debaixo de regime opressivo devem ter cuidado ao se reuniram para estudar a Bíblia ou adorar, como por exemplo, encontrarem-se em grupos de apenas 3 ou 4 e cobrir todas as janelas.

“Se você for a uma reunião de cristãos na Coreia do Norte, você tem que entender que está colocando sua vida em suas próprias mãos. Por ser descoberto como cristão você pode ser preso. Isto pode levar a sua execução. Portanto, você deve ser muito cauteloso para quem você compartilha informações”, acrescenta.

A ironia deste cenário é que a despeito de toda a intensa perseguição aos fiéis, quase que diariamente na Coreia do Norte, a população de cristãos naquela nação comunista está crescendo cada vez mais e é aberta ao evangelho.

Além disso, apesar dos dez milhares de cristãos que são presos por causa da sua fé naquele país, o jornal WCD diz que a fé dos cristãos continua a perseverar apesar de reunirem-se em secreto por necessidade para compartilhar a verdade das escrituras.

• Nota da Tradutora: Ilha de Wight é parte integrante do Reino Unido, situada na costa sul inglesa, com uma área de 381km2 e uma população de 134 876 habitantes(2002).

Tradução: Livia Novaes

A Igreja Perseguida na Coreia do Norte.

1ª posição na Classificação de países por perseguição

A Igreja;A perseguição;Motivos de oração


Localizada na metade setentrional da Península da Coreia, no leste asiático, a Coreia do Norte é caracterizada por altas montanhas separadas por vales estreitos e profundos. Densas florestas cobrem cerca de dois terços do país.

População

A população norte-coreana é de pouco mais de 23 milhões de pessoas. Etnicamente, ela é constituída quase que totalmente por coreanos (99%). Há um pequeno número de chineses e japoneses.

Segundo estimativas do governo, 70% da população não professa nenhuma religião. O restante segue crenças asiáticas como xamanismo, confucionismo ou budismo. Há grupos cristãos de protestantes, católicos e ortodoxos.

Quase 100% da população é alfabetizada e tem acesso à educação.

A população sofre com a fome - 36% dela é subnutrida. Há abertura para organizações humanitárias atuarem a fim de aliviar a fome da população, mas os esforços não são suficientes. Isso acontece parcialmente por causa da corrupta liderança das forças militares. Eles interceptam muitas cargas de alimento e desviam-na aos seus soldados. O próprio
presidente Kim Jong-Il disse, certa vez, que só precisa que 30% da população sobreviva.

História

A história recente da Coreia do Norte tem sido bastante sofrida. A Coreia foi dividida em dois países logo após a II Guerra Mundial, como consequência da Guerra Fria. Antes disso, porém, o país foi ocupado pelo Japão por 35 anos, entre 1910 e 1945.

Em junho de 1950, tropas norte-coreanas invadiram a Coreia do Sul em uma tentativa de unificar o regime comunista. O conflito armado durou três anos e culminou com a vitória sul-coreana, tendo causado sofrimentos significativos à região.

A zona desmilitarizada entre os dois países continua sendo uma das áreas mais fortificadas e impenetráveis do mundo.

A guerra quase irrompeu novamente no fim da década de 90, mas foi evitada graças a esforços diplomáticos. Não obstante, ainda há grande tensão entre as duas Coreias.

Governo e economia

Atualmente, a Coreia do Norte é um Estado comunista controlado ditatorialmente por um homem - o presidente Kim Jong-Il.

Em setembro de 2008, Kim Jong-Il não compareceu a um importante desfile militar. Surgiram boatos de que ele estaria enfermo, e especulou-se sobre quem seria seu sucessor. No entanto, o presidente reapareceu em público, reafirmando seu poderio.

O dirigente comunista norte-coreano Kim Jong-Il foi eleito por unanimidade para o Parlamento na eleição de 8 de março de 2009. Ele teve 100% dos votos1.

O país tem sido profundamente marcado por um "culto à personalidade" que elevou o falecido ditador King Il-Sung, pai de Kim Jong-Il, à posição de deus.

O governo utiliza severos controles para incutir essa ideologia sobre cada cidadão, que inclui o culto a Kim Il-Sung e a seu filho Kim Jong-Il, o atual presidente. Todas as religiões contrárias a esta ideologia são proibidas.

A nação permanece fechada para o mundo exterior, porém as dificuldades econômicas e a fome crescente geraram alguma abertura, especialmente para ministérios de cunho social.

Mais da metade da força de trabalho (64%) atua na indústria e serviços.

Apesar de alguma modernização, a fome ainda é um problema social. Problemas sistemáticos, como a ausência de solo cultivável, a existência de fazendas coletivas e a falta de tratores e combustível, têm levado a Coreia do Norte a uma sequência de períodos de escassez de alimento iniciada em 1996.


A Igreja

Menos de 2% da população é cristã, apesar de o cristianismo ter uma longa história na região. Antes da guerra, o país era palco de um avivamento. A capital, Pyongyang, abrigava quase meio milhão de cristãos, constituindo na época 13% da população. Após a guerra, muitos cristãos fugiram em direção ao sul ou foram assassinados.

Atualmente, há quatro igrejas na cidade - duas protestantes, uma católica e outra ortodoxa -, mas são basicamente "igrejas de fachada", servindo à propaganda política.

Quase todos os cristãos na Coreia do Norte pertencem a igrejas não-registradas e clandestinas. O culto deles se constitui de um encontro "casual" de dois ou três deles em algum lugar público. Lá eles oram discretamente e trocam algumas palavras de encorajamento.


A perseguição

A perseguição aos cristãos foi intensa durante o período de dominação japonesa, especialmente devido à pressão exercida pelos dominadores para a adoção do xintoísmo como religião nacional. Desde a instalação do regime comunista, a perseguição tem assumido várias formas. Em um primeiro momento, os cristãos que lutavam por liberdade política foram reprimidos. Depois, o governo tentou obter o apoio cristão ao regime, mas como não teve êxito em sua tentativa, acabou por iniciar um esforço sistemático para exterminar o cristianismo do país. Edifícios onde funcionavam igrejas foram confiscados e líderes cristãos receberam voz de prisão. Ao serem derrotados na Guerra da Coreia, soldados norte-coreanos em retirada frequentemente massacravam cristãos com a finalidade de impedir sua libertação.

Ser cristão é perigoso na Coreia do Norte; por isso o país ocupa, pelo sexto ano consecutivo, a primeira posição na Classificação de países por perseguição. O Estado não hesita em torturar e matar qualquer um que possua uma Bíblia, esteja envolvido no ministério cristão, organize reuniões ilegais, ou até que tenha contato com outros cristãos (na China, por exemplo). Os cristãos que sobrevivem às torturas são enviados para os campos de concentração. Lá, as pessoas recebem diariamente alguns gramas de comida de má qualidade para sustentar o corpo que trabalha por 18 horas. A menos que aconteça um milagre, ninguém sai desses gigantes campos com vida.

Em setembro de 2007, a revista Newsweek destacou o drama dos cristãos norte-coreanos. Um desertor, Son Jong-Nam, converteu-se quando fugiu para a China, onde conheceu um grupo de missionários cristãos. Após certo tempo, ele voltou ao seu país como missionário. Lá, foi detido e acusado de ser espião. Atualmente, ele está no corredor da morte em Pyongyang.

Son cresceu em boas circunstâncias por ser filho de um alto oficial. De acordo com a Newsweek, a esposa dele, grávida, perdeu o bebê depois de ter sido espancada durante um interrogatório na Coreia do Norte, por ter criticado o controle de alimentos de Kim Jong-Il.

Desde o final do século 19, cerca de cem mil norte-coreanos mantêm a fé cristã clandestinamente, segundo cálculos da Newsweek. Até mesmo Kim Il-Sung, o primeiro ditador da Coreia do Norte, falecido recentemente, veio de uma família cristã devota.

De acordo com missionários, os cristãos norte-coreanos mantêm suas Bíblias enterradas nos quintais, embrulhadas em plásticos. Alguns pastores na China oram por doentes e pregam através de interurbanos feitos por telefone celular, segundo a reportagem. Tudo isso num intervalo de tempo que vai de cinco a dez minutos. Os "cultos telefônicos" têm de ser rápidos, e muitas vezes são interrompidos bruscamente, porque a Coreia do Norte usa rastreadores para localizar os telefones.


Motivos de oração

1. Louve a Deus pelo crescimento da Igreja e pela capacidade dos cristãos norte-coreanos de divulgar o evangelho mesmo sob rígidas restrições. Ore para que novas oportunidades de evangelismo sejam descobertas.

2. A situação atual é terrível, mas Deus está usando esse sofrimento para o bem. Portas estão se abrindo para o evangelho à medida que o governo torna-se cada vez mais favorável a aceitar os ministérios cristãos de ação social e humanitária. Ore para que esta pequena abertura na esfera governamental possa expandir-se rapidamente.

3. O povo sofre com a obrigação de cultuar os líderes do país. Ore para que o vazio dessa falsa religião torne-se evidente e para que os norte-coreanos busquem o Deus verdadeiro.

4. Organizações missionárias voltadas para a Coreia prosseguem em sua preparação. Louve a Deus pelo grande volume de recursos que está sendo disponibilizado para ajudar a Coreia do Norte. Ore para que as organizações missionárias encontrem formas de realizar seu trabalho nos dias de hoje. Ore também para que estas organizações estejam preparadas para agir conjuntamente quando as portas do país se abrirem para o exterior.

5. Os cristãos coreanos sofrem com a falta de Bíblias. A maioria dos cristãos não possui sua própria Bíblia e muitos não têm sequer acesso a uma. Ore para que ministérios cristãos consigam suprir o país com Bíblias. A maioria das Bíblias tem que ser contrabandeada e equipes de entrega continuam sendo necessárias.


Fontes

- 2008 Report on International Religious Freedom

- Países@

- Portas Abertas Internacional

- The World Factbook

1 UOL Últimas notícias

sábado, 4 de julho de 2009

Olha as idéias deste jornalista, se não é perseguição religiosa!

02/07/2009 - 10:39

Fervor religioso nos gramados causa constrangimento

As cenas de fervor religioso exibidas pela seleção brasileira depois da conquista da Copa das Confederações ainda repercutem no mundo. Ao ver os jogadores brasileiros ajoelhados rezando no meio do gramado, comandados pelo zagueiro Lucio, um narrador da rede britânica BBC observou que o capitão da seleção "parecia um pregador evangélico pela emoção com que proferia cada palavra". Em texto publicado em seu blog, no site da BBC, o jornalista Ricardo Acampora escreveu:

"Num lugar como a Grã-Bretanha, onde o povo está acostumado a conviver respeitosamente com diferentes religiões, surpreende o fato de atletas usarem a combinação entre um veículo de grande penetração como a televisão e a enorme capacidade de marketing da seleção brasileira, para divulgar mensagens ligadas a crenças, seitas ou religiões."

E disse ainda:

"Se arriscam a serem confundidos com emissários de pregadores dispostos a aumentar o número de ovelhas de seus rebanhos às custas do escrete canarinho, como emissários evangélicos em missão. Para os críticos deste tipo de atitude, isso soa oportunismo inadequado e surpreende ver que a Fifa não se opõe a que jogadores se descubram do "manto sagrado" que os consagrou para exibir suas preferências religiosas."

A repercussão negativa não se restringiu à Inglaterra. O jornal "O Estado de S.Paulo" informa nesta quinta-feira que a Fifa "mandou um alerta à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pedindo moderação na atitude dos jogadores mais religiosos".  Escreve o jornalista Jamil Chade:

"Com centenas de jogadores africanos, vários países europeus temem que a falta de uma punição por parte da Fifa abra caminho para extremismos religiosos e que o comportamento dos brasileiros seja repetido por muçulmanos que estão em vários clubes europeus hoje. Tanto a Fifa quanto os europeus concordam que não querem que o futebol se transforme em um palco para disputas religiosas, um tema sensível em várias partes do mundo. Mas, por enquanto, a Fifa não ousa punir a seleção brasileira."

Ouvido pelo jornal, Jim Stjerne Hansen, diretor da Associação Dinamarquesa, confirmou que pediu à Fifa que tome providências no sentido de reprimir manifestações como as realizadas pela seleção brasileira na África do Sul.

Como no domingo, depois de Brasil e Estados Unidos, nesta quarta-feira, ao final de Corinthians e Internacional, alguns jogadores da equipe paulista vestiram sobre o uniforme uma camiseta com as palavras "I Love Jesus". Mas, diferentemente do que ocorreu na Copa das Confederações, foram manifestações isoladas, e não houve em campo nenhum ato religioso promovido pelo grupo corintiano.

Enviado por: Mauricio Stycer - Categoria(s):
Brasil, Esporte

Mauricio Stycer

É repórter especial do iG. Jornalista desde 1986, começou no Jornal do Brasil, passou pelo Estadão, ficou dez anos na Folha (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o Lance! e a Época, foi redator-chefe da CartaCapital e diretor editorial da Glamurama Editora. É carioca, mora há 22 anos em São Paulo e nunca deixou de sofrer pelo Botafogo.
E-mail: mstycer@ig.com.br