sábado, 30 de maio de 2009

Enchei-vos do Espírito! Parte II

Por Roberto Azevedo
Nem sempre erramos por falta de conhecimento de determinados princípios bíblicos, mas muitas vezes por mera falta de disciplina. Talvez por comodismo, mas o fato é que muitas vezes falhamos nesta área vital.

Deus espera que o busquemos todos os dias. O plano de Deus para nosso relacionamento com Ele envolve a busca diária. “O pão nosso de cada dia nos daí hoje” (Mateus 6:34). Porém temos uma inclinação a errar justamente neste ponto. Lembram-se dos hebreus no deserto? Mesmo sendo advertidos para não colher mais do que a porção diária do maná, alguns tentaram faze-lo. Porque? Por puro comodismo, para não precisar levantar cedo e ter o mesmo trabalho no dia seguinte, uma vez que quando o sol se levantava o maná derretia. (Êxodo 16:4, 19-21) As respostas divinas vem em cotas diárias, não mais do que isso.

A humanidade vive procurando atalhos para todas as coisas. Como diminuir o serviço e tornar tudo mais cômodo parece ser uma das áreas em que vemos mais progressos e avanços tecnológicos. A idéia é simplificar tudo o que for possível. Freezer, microondas, objetos descartáveis, embalagens longa vida, telefone celular e uma infinidade de outras coisas que foram inventadas em nome da praticidade. Não estou reclamando. Gosto e uso a maioria destas coisas citadas acima. O problema é quando transportamos esta idéia de “fast food” para o nosso relacionamento com Deus. O relacionamento, é claro, se estende pelo resto do dia. Devemos nos portar de forma digna do compromisso que professamos, mas esse momento a sós com Deus, onde tratamos com Ele e somos tratados por Ele, tem que ser diário.

Não podemos estocar a presença de Deus. Deus tem uma porção diferente para cada dia, mas temos que estar na posição para receber. Você já pensou que se o melhor para Deus é estar conosco no seu reino e o melhor para nós é estar com Deus na eternidade, então cada dia a mais que Ele nos permite ter aqui na terra deve ser vivido da forma que Ele programou para nós. Deus nunca nos dá tudo, Ele sempre tem mais a nos oferecer. Infelizmente, muitos cristãos têm vivido abaixo das expectativas de Deus. Muitos tentam encher seus reservatórios nos cultos. Preferem tentar encher cisternas ao invés de buscar na fonte todos os dias. Todos temos o Espírito Santo, mas não é em todos que Ele se move em toda sua plenitude. Nós limitamos o mover e a operação do Espírito Santo em nossas vidas. Ele não nos força a nada. Ele não vai além de onde permitamos que Ele vá. Em toda nossa correria poucas coisas são realmente uma necessidade. Muito do que julgamos necessário, na verdade não é.

Realmente precisamos de um TV maior? Realmente precisamos de um celular menor? Realmente precisamos assistir ao telejornal todos os dias? E as novelas? E o futebol? Precisamos nos divertir com um bom filme ou com um bom jogo de vídeo game, mas será que não dá para dar um intervalo maior de dias entre um entretenimento e outro? O homem do século 20 tem crescido em todas as áreas possíveis e imagináveis, mas tem negligenciado uma em especial. A vida espiritual. Não se deixe levar pelos conceitos e valores do mundo. Os anúncios de TV, jornal, mídia em geral, nos mantém insatisfeitos com o que nós somos e com o que nós temos. O mundo diz “Você precisa de mais”. Consuma! Trabalhe pra ganhar! Aumente suas expectativas! Aumente seus sonhos de consumo! Corra atrás! Seja o primeiro! Vamos competir! Desacumule. Acabou a semana (mês) e já esta devendo pra outra semana (mês).

Não devemos buscar o melhor pra nossa família? Devemos sim, mas não dê um passo maior do que pode alcançar. Não alimente uma ambição que pode te afundar. Não se envolva em situaçãos que irão te endividar. Desacelere. (se separe, se isole, busque o silencio) É no silencio que você se organiza. Organize o seu interior.

Mesmo que nossa vida se resuma em muita correria, deve haver esse momento para desacelerar, para estar a sós com Deus. A presença de Deus é um refrigério e devemos cultiva-la com dedicação. Se tiver uma escolha a fazer, escolha Sua presença. Não estou dizendo que ninguém deve parar de trabalhar, estou falando de coisas que não precisam necessariamente acontecer naquele momento. A falta de tempo com Deus impede-nos de servi-lo melhor. “Se tentamos economizar no tempo que deveria ser usado para afiar o machado, acabamos perdendo mais tempo na hora de cortar a árvore”


Deus abençoe
Roberto Azevedo
http://www.vidanovamusic.com
bandadadiva@yahoo.com.br>
Postar um comentário