terça-feira, 20 de setembro de 2016

Você O crucificou



"Saiba, pois, com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo” (Atos 2:36)
Quem crucificou a Jesus? Há muito o que dizer sobre quem seriam os responsáveis pela morte de Jesus Nazareno, o filho do carpinteiro. Os judeus invejosos foram os responsáveis? A culpa foi de Judas Iscariotes? A culpa foi de Pilatos? Foi o povo judeu? Será que a responsabilidade maior recai sobre aqueles que penduraram Seu corpo na cruz? Há muito o que dizer sobre esta importante questão.
A Bíblia referencia, em detalhes, pessoas e grupo de pessoas que participaram na morte de Jesus, direta ou indiretamente. Colocando-nos como meros críticos leitores do relato bíblico da crucificação, ficamos indignados com a inveja e mentira dos escribas, fariseus e sacerdotes judeus. Ficamos perplexos com a frieza, falsidade e traição de Judas Iscariotes. Não temos palavras para descrever a barbárie dos soldados romanos, assim como a covardia sem medida de Pilatos. E o que dizer da preferência do povo judeu pelo homicida Barrabás? Enfim, cada personagem citado, cada autoridade, aos gritos e clamores de um povo cego, teve sua participação na morte de Jesus, o Filho de Deus.
Prezado leitor, saiba com absoluta certeza que a crucificação de Jesus Cristo está exatamente no CENTRO da história da humanidade! E neste CENTRO encontramos o máximo da maldade presente no coração humano: Rejeitaram, perseguiram, injuriaram, zombaram, prenderam, cuspiram, bateram, perfuraram e mataram o Filho de Deus! A compreensão e o correto entendimento sobre o que de fato aconteceu naquele lugar chamado Caveira determinará e selará o destino eterno da sua alma. Prossigamos…
Apesar de não ter cometido absolutamente nenhuma falha, pois o Senhor Jesus foi perfeito em todos os Seus caminhos, os judeus religiosos queriam matá-lO (João 8:40) e maquinaram a sua morte (Mateus 26:4). Foram culpados! Por dinheiro, Judas traiu o seu Mestre com um beijo e igualmente não ficará impune (João 19:11). O povo, incitado, gritou para que Jesus fosse crucificado (Lucas 23:21) e as filhas de Jerusalém foram avisadas por quem deveriam elas chorar (Lucas 23:28). Apesar da ignorância dos sanguinários soldados romanos, por quem Jesus intercedeu, está escrito que eles um dia verão a Jesus retornar ao mundo para reinar (João 19:37). Enfim, todos estes personagens crucificaram o Santo Filho de Deus e todos hão de ser responsabilizados, cada um por sua própria culpa.
Agora mirando a crucificação, não mais como olhos críticos para uma história passada, mas com a visão de Deus, encontramos na Bíblia afirmações surpreendentes:
DEUS DEU O SEU FILHO
“Deus amou o mundo de tal maneira, que DEU o Seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nEle crê, não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Sim, Jesus Cristo é a Dádiva de Deus ao mundo. Ele foi enviado ao mundo para que, pela fé no Seu Nome, vivêssemos.
DEUS ENTREGOU O SEU FILHO
“A este que vos foi ENTREGUE pelo determinado conselho e presciência de Deus, prendestes, crucificastes e matastes pelas mãos de injustos” (Atos 2:23). Sim, Deus planejou e entregou o Seu Filho, a fim de que Ele cumprisse a Sua vontade. Por algumas vezes, antes de padecer, Jesus havia afirmado que a Sua morte era necessária (Lucas 9:22), caso contrário não haveria salvação para ninguém.
JESUS MORREU POR NÓS, POR CAUSA DOS NOSSOS PECADOS
A Bíblia afirma que Jesus “por nossos pecados foi entregue” (Romanos 4:25). Diz ainda que“Cristo morreu por nossos pecados (I Co.15:3)”. E mais que “Ele morreu por todos” (II Co.5:15).
Nem Satanás, nem os judeus, nem Judas, nem Pilatos, nem os solados romanos, muito menos todos estes unidos tinham poder para tirar a vida dAquele que é a própria Vida (João 14:6). O Senhor Jesus foi bem claro ao dizer: “Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou” (João 10:17,18). Deus mandou Seu Filho ao mundo para morrer em prol da humanidade, no lugar dos pecadores, enfim, no nosso lugar. E Ele entregou a Sua vida voluntariamente!
Assim sendo, não foram somente os judeus ou romanos os responsáveis pela morte do Filho de Deus. TODOS NÓS SOMOS CULPADOS! Nós nem éramos nascidos, mas estávamos lá no Éden, caindo com Adão e Eva na ocasião em que o pecado entrou no mundo. Igualmente nós estávamos lá, no injusto juízo, juntamente com o povo judeu gritando: CRUCIFICA-O, CRUCIFICA-O! A raça humana caiu em pecado. A raça humana foi responsável pela morte do Santo. Todos nós crucificamos a Jesus Cristo!
Prezado amigo, você é um pecador perdido e está caminhando para a perdição eterna! Saiba contudo que foi por causa dos teus pecados que Deus, provando Seu infinito amor por você, enviou o Seu Filho Amado a este mundo para que morresse em teu lugar (Romanos 5:8). Olhe para o Calvário, pela fé, e veja aquele homem Santo e Perfeito sendo morto, não essencialmente porque foi perseguido, traído, preso e condenado injustamente (tudo isto é integralmente verdade), mas porque Ele te amou e entregou a Sua vida pelos teus pecados. Ele quis morrer por você, pois somente assim Deus poderia te salvar da condenação eterna. A obra da tua salvação já foi feita: “Está consumado!” (João 19:30), mas você precisa se apropriar desta graça salvadora. Para isso basta que você arrependa-se do teu pecado e creia no Senhor Jesus Cristo como o teu Único e Suficiente Salvador.
Finalmente, tome para si mesmo a mesma pergunta feita por Pilatos ao povo. E, com coração sincero, responda para Deus:

“Que farei então de Jesus, chamado Cristo?” (Mateus 27:22)
Fonte:fielpalavra.com

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

HÁ ESPERANÇA?


“E terás confiança, porque haverá esperança; olharás em volta e repousarás seguro” (Jó 11:18)
A vida tem muitos desafios e desapontamentos. Vivemos num mundo competitivo e difícil, e tentar conciliar as necessidades da família, do trabalho e das finanças nos deixa totalmente estressados! Conviver com doença e morte aumentam as complexidades da vida. Sonhos se desmoronam, corações são quebrantados, esperanças se dissipam.
Nos sentimos tão sós que às vezes queremos que o mundo pare. Infelizmente muitos se entregam à bebida, às drogas, ao jogo, a relacionamentos extraconjugais e ao suicídio. Mas estes vícios (ou pecados) somente aumentam os problemas. 
Sua vida está assim? Vazia e sem propósito? Seu coração clama: “Não há esperança?” 
Há esperança, sim! Ouça as palavras de Jesus Cristo: “Vinde a Mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei” (Mateus 11:28). Você está sobrecarregado com os problemas? Considere então o maravilhoso convite do Senhor Jesus: “Vinde a Mim!”. Não é um convite a uma religião, cerimônia ou credo, mas a uma Pessoa! Ele morreu para pagar o preço do seu pecado e para livrar você do peso que você leva no seu coração. Ele derramou o Seu precioso sangue, que pode purificar do pecado. “O sangue de Jesus Cristo, Seu Filho, nos purifica de todo pecado” (I João 1:7). 
Este convite exige uma resposta — ou você vem ao Senhor Jesus, ou você se desvia dEle. 
A palavra “VINDE” não tem restrições, nem qualificações. É tudo por graça — graça perfeita e sem limite, a pecadores que nada merecem. 
Uma pessoa que está se afogando não precisa ter fé em si mesma, mas precisa de alguém para a salvar. Uma pessoa condenada não precisa de fé em si mesma, mas de perdão. Por que não vir ao Salvador, que pode salvar você do peso que lhe subjuga, e lhe dar uma nova vida e um novo começo? Ele está de braços abertos convidando você a vir, e Ele lhe dará descanso, descanso perfeito. O peso do seu pecado será tirado e você será uma nova criatura em Cristo.“Se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas se passaram, eis que tudo se fez novo” (II Coríntios 5:17). 
O Senhor Jesus lhe ama. Ele morreu por você. Ele espera que você venha a Ele, e Ele lhe dará descanso perfeito. “Vinde a Mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o Meu jugo e aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas almas. Porque o Meu jugo é suave e o Meu fardo é leve”(Mateus 11:28-30)

terça-feira, 8 de março de 2016

MEDITAÇÕES NO EVANGELHO SEGUNDO ESCREVEU MARCOS 3

UMA REVELAÇÃO TREMENDA!!
Mc 1:23-27 - E estava na sinagoga deles um homem com um espírito imundo, o qual exclamou, Dizendo: Ah! que temos contigo, Jesus Nazareno? Vieste destruir-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus. E repreendeu-o Jesus, dizendo: Cala-te, e sai dele. Então o espírito imundo, convulsionando-o, e clamando com grande voz, saiu dele. E todos se admiraram, a ponto de perguntarem entre si, dizendo: Que é isto? Que nova doutrina é esta? Pois com autoridade ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem!

Quando JESUS estava na sinagoga algo que não era muito comum  aconteceu os demônios se manifestaram naquele lugar utilizando o corpo de um homem quero nesta ocasião deixar o assunto "possessão" para outra oportunidade e tratar desta revelação que os demônios fizeram naquele momento Ah! que temos contigo, Jesus Nazareno? Vieste destruir-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus primeiro: Os demônios conhecem muito bem JESUS CRISTO observe quando Jesus entrou na sinagoga e estava ensinando houve esta manifestação porque na presença do Senhor as coisas acontecem o que está oculto é manifestado e os demônios temendo que já tinha chegado sua hora exclamaram um grito de horror e falaram algo tremendo  Bem sei quem és: o Santo de Deus. O SANTO DE DEUS! a humanidade ainda não sabia mas eles já sabiam e o conheciam muito bem então a pergunta é e nós o conhecemos? Temos gastado tempo na busca do conhecimento dele? Nós o amamos o suficiente para ter um relacionamento pessoal com Ele? A verdade é que são poucos os que tem empreendido esforços para conhece-lo por isso não o reverenciamos como devíamos por isso há falta de temor,de reverência,de discernimento a respeito de sua Santidade,de sua Divindade há quem ache que Ele é aquele que foi crucificado e ressuscitou só para pagar suas contas,para satisfazer seus desejos egoístas como pedir uma marido ou uma esposa ou um emprego onde se ganhe muito dinheiro eu poderia falar muitas coisas aqui mas o que quero é que nós nessas poucas linhas tenhamos o discernimento de saber que o SENHOR JESUS CRISTO é o SANTO ou seja aquele que não tem pecado que não tem mácula,mancha ou qualquer falha que o desabone por isso ELE é nosso SALVADOR!! Ele está qualificado para isso. A bíblia diz Ele veio desfazer as obras do diabo(1 Jo 3.8) por isso os demônios ficaram tão apavorados pois pensavam que já tinha chegado sua hora.Amados procuremos com diligência conhece-lo como diz a palavra de Deus(Os 6.3).Estamos dispostos a isto? O demônios o conhece bem e nós? Medite nisto.
Que Deus continue vos abençoando.
Ev. Jorge Gonçalves.



terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

MEDITAÇÕES NO EVANGELHO SEGUNDO ESCREVEU MARCOS 2

APROVEITANDO AS OPORTUNIDADES

Mc 1:21,22 -  Entraram em Cafarnaum e, logo no sábado, indo ele à sinagoga, ali ensinava. E maravilharam-se da sua doutrina, porque os ensinava como tendo autoridade, e não como os escribas. 

A sinagoga sempre teve uma importância vital para as comunidades judaicas em todo o mundo desde sua fundação,na época do exílio, até os nossos dias.
Uma sinagoga podia ser estabelecida em qualquer cidade ou povoado  onde houvesse ao menos dez homens judeus casados,e seu propósito maior era ensinar as Escrituras e adorar a Deus.
Era costume entre os líderes das sinagogas, convidar os mestres visitantes a participarem da adoração e ministrarem a Palavra na reunião do sábado (em hebraico shabbãth que significa: o dia do descanso). Jesus assim como Paulo mais tarde (At 13.15;14.1;17.2;18.4),aproveitou essa oportunidade cultural para anunciar as novas e boas notícias do reino de Deus(o evangelho).
Jesus escolheu Cafarnaum,importante centro de comércio e distribuição de peixes,como sede de seu ministério após a rejeição que sofreu em sua terra natal,Nazaré(Lc 4.16-31).Os romanos mantinham um centurião na cidade(Mc 8.5) e uma coletoria de impostos(Mt 9.9).
Depois deste breve relato histórico quero chamar sua atenção para nosso tema proposto que é aproveitando as oportunidades.O nosso Deus é o Deus das oportunidades na ocasião da narrativa bíblica Jesus aproveitava os sábados para ir as sinagogas porque ele teria oportunidade de encontrar pessoas e assim poder anunciar as boas novas de salvação porque até então os judeus estavam esperando o Messias e Jesus era o messias esperado mas eles não sabiam, o que aprendo é que não devemos desperdiçar as oportunidades que o Senhor cria para nós anunciarmos, as boas nova de salvação, é oportunidade no trabalho,na escola,na faculdade,em casa,com vizinhos Deus sempre está criando oportunidades todos os mas nós neste tempo presente estamos  desperdiçando e para mim isto é omissão e a bíblia diz que omissão é pecado(Tg 4.17) porque pregar o evangelho é fazer o bem a todas pessoas que estão perdidas(condenadas) neste mundo e Jesus não perdia oportunidade.
Outra coisa que me chama a atenção no texto em que estamos meditando é que Jesus os ensinava como tendo autoridade, e não como os escribas. Por que Marcos faz esta afirmação? Porque a autoridade de Jesus provinha direta e absolutamente de Deus e por isso não citava os grandes mestres da Lei como era de costume dos rabinos.
Jesus conseguia tocar os corações das pessoas e as deixava impressionadas com seus ensinos e principalmente sua atitudes,porque Jesus não só ensinava Ele vivia o que ensinava diferente dos nossos "mestres" de hoje a maioria só tenta ensinar, mas eles mesmos não estão interessados em praticar os ensinamentos,então como podemos escapar dessas armadilhas? OLHANDO PARA O SENHOR JESUS CRISTO E PRATICANDO O QUE ELE ENSINOU E FEZ!!

APROVEITE AS OPORTUNIDADES!!

FONTE: BKJ
Ev. Jorge Gonçalves.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

MEDITAÇÕES NO EVANGELHO SEGUNDO ESCREVEU MARCOS 1

UM CHAMADO IRRESISTÍVEL!!
E, andando junto do mar da Galiléia, viu Simão, e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. E Jesus lhes disse: Vinde após mim, e eu farei que sejais pescadores de homens.E, deixando logo as suas redes, o seguiram.E, passando dali um pouco mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco consertando as redes,E logo os chamou. E eles, deixando o seu pai Zebedeu no barco com os jornaleiros, foram após ele.(Mc 1.16-20)

Vinde após mim, esta frase do SENHOR JESUS nos leva crer que a primeira coisa que devemos fazer é aprender com Ele porque vir após é estar vendo alguém que já sabe ensinar a quem não sabe e estes homens que foram chamados eles conheciam bem da sua profissão secular,conheciam de redes,de barcos,de espécie de peixes,de lugares onde estes peixes estavam mas agora eles receberam um chamado para aprender algo novo por isso tinham que entrar na escola do Mestre vir após mim é entrar na escola do mestre este chamado também é para nós hoje. 
E eu farei que sejais pescadores de homens.Nesta junção de frases vemos a urgência de um discipulado para alcançar as almas pedidas mestre tinha pressa em treinar homens para esta missão tão importante a missão de ganhar almas no tempo presente essa urgência é maior ainda porque o tempo do fim se aproxima e muitos estão cegos pelo deus deste século(2 Co 4.4) ocupados com muitas coisas que os impedem a aproximação de JESUS e da Palavra de Deus.
E, deixando logo as suas redes, o seguiram. Quando lemos esta frase logo nos vem uma pergunta:O que tem de especial nesta pessoa ou no motivo do convite? Aprendo nesta passagem que Pedro,André,Tiago e João foram tocados pelo poder da Palavra de JESUS sabemos que Ele não é qualquer pessoa,Ele é o amor em pessoa ele precisava treinar estes homens para atuarem na causa mais importante que a humanidade já conheceu o evangelho, as boas novas de salvação assunto de extrema importância para humanidade mas que neste tempo presente tem sido colocada de lado por um boa parcela dos "pregadores" atuais que gastam o pouco tempo que temos com estórias e pregações egocêntricas há no tempo presente o mesmo chamado que foi feito aos discípulos para nós aprendermos com o SENHOR e pregarmos o evangelho genuíno Pedro,André,Tiago e João não resistiram ao chamado abriram mão de tudo e seguiram o Mestre e nós estamos dispostos a abrir mão de tudo para atender o chamado irresistível do Mestre?
Ev. Jorge Gonçalves.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

MEDITAÇÕES NO EVANGELHO SEGUNDO ESCREVEU MARCOS


ARREPENDIMENTO E FÉ
Mc 1:14,15 E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do reino de Deus, E dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho.

Marcos nos traz um relato muito importante para o seu tempo e principalmente para o nosso tempo.
Este Evangelho foi escrito por volta da década de 50 d.C para evangelizar e discipular os gentios.
O que me chama a atenção na passagem: E, depois que João foi entregue à prisão, me ensina algo muito importante é que existe um motivo para esta prisão e o motivo é que João não era um fora da lei mas era porque João não deixava de falar a verdade para quem quer que seja e nesse caso não tinha deixado de falar para o rei Herodes e sua mulher Herodias (Mc 6.17-19) este era o motivo da prisão então ele foi decapitado (Mc 6.27,28).Será que nos tempos em que vivemos como cristãos estamos dispostos a não negociar ou transigir com a verdade mesmo que isto nos custe a nossa vida? por que estou dizendo isto? porque vivemos em tempos que a coisa mais fácil para alguns é abandonar a fé em troca de alguns "benefícios" só precisa o aceno de satanás com algum prato de lentilha que muitos se esquecem que firmaram uma aliança com o Senhor Jesus Cristo João Batista não abriu mão de seus princípios nem de sua aliança com o SENHOR! veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do reino de Deus, agora meditando na frase eu penso no que significa "evangelho" [Do hb. besorah; do gr. evangelion,boas novas] Neste vocábu­lo, podemos encontrar pelo menos três significações. 
1) Anúncio da salvação oferecida gratuitamente por Deus, atra­vés de Jesus Cristo, a todos os que crê­em.
2) Doutrina de Cristo como se en­contra nos quatro primeiros livros do Novo Testamento. 
3) Os relatos da vida, do ministério e da paixão de Cristo, registrados por Mateus, Marcos, Lucas e João.
Quero ficar com a primeira definição no momento.Quando vejo Marcos escrever sobre a mensagem que JESUS pregava eu penso nos nossos "pregadores" de hoje o que estão pregando e "vendendo"outro dia vi um dizer que DEUS vai nestes últimos tempos fazer a última transferência de riquezas para seu povo;outro estava convidando o povo para uma reunião na sua igreja e ele dizia assim:se você está buscando uma libertação hoje não é o dia se você está buscando bençãos para sua família hoje não é o dia se você está buscando o Espírito Santo hoje não é o dia mas se você está buscando dinheiro hoje é dia!! isto sem falar nas nossas igrejas tradicionais que também estão flertando com essas "doutrinas".Só que a bíblia diz que o EVANGELHO é o anúncio da salvação oferecida por DEUS gratuitamente através de JESUS CRISTO a todos os que crêem !! O apóstolo Paulo diz que não se envergonhava do evangelho porque era o poder de Deus para salvação, e porque é que está cada vez mais difícil ouvir mensagens Cristocêntricas? Acredito que os homens estão deixando de olhar para o exemplo que JESUS deixou.E quanto ao "Reino de Deus"será que a cristandade sabe o que significa isto? Sabemos que reino significa domínio será que os cristãos estão sob este domínio? O evangelho é claro quando nos diz que devemos nos submeter a DEUS mas o que vemos acontecer as pessoas não querem se submeter inclusive muitos cristãos as pessoas pensam que DEUS é alguém com quem se pode negociar,exigir,manipular só que a bíblia é clara temos de nos submeter!(Tg 4.7)Arrependei-vos, e crede no evangelho. O que é o arrependimento? Significa:Compunção, contrição. Tristeza causada pela violação das leis divinas, pela qual o indivíduo é constrangido a voltar-se a Deus para implorar-lhe o imerecido favor se existe uma verdade que todo ser humano deve crer é esta: Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus;(Rm 3.23-25).Por isso creia no diz a palavra de DEUS arrependa-se e creia no evangelho em quanto é tempo.

Ev. Jorge Gonçalves 



quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

A Moeda Mundial Está Apenas a um Clique de Distância?



Christopher J. Katulka


Para muitas pessoas hoje em dia, fazer compras online é a melhor opção. Você não tem que enfrentar o trânsito nas estradas ou esperar em longas filas. Não há corredores lotados e a loja nunca fecha. Você pode ligar o computador, sentar-se, relaxar e fazer compras em seu tempo de lazer.
Atualmente, você pode comprar online qualquer coisa que quiser, inclusive livros, roupas, eletrônicos – até mesmo mantimentos. É, isso mesmo, você pode fazer as suas compras de supermercado online, e o supermercado vai entregá-las diretamente em sua porta dentro de 24 horas.
A tecnologia está mudando a forma como fazemos quase tudo. Ela até mesmo está ousando mudar a moeda que usamos.
A Bíblia indica que, no final dos tempos, o mundo vai usar uma moeda universal. O apóstolo João escreveu que, durante a futura Tribulação de sete anos, o Anticristo:?“A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. (...) Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis” (Ap 13.16-18).
João deve ter perguntado a si mesmo: “Como é que o Anticristo irá exercer controle internacional e manipular quem compra e vende em uma economia enorme?”. Mas o que parecia incompreensível no tempo de João tornou-se uma realidade hoje. Os avanços tecnológicos tornaram o nosso mundo muito menor e mais conectado com o simples clique de uma tecla de computador.

A “marca” em Apocalipse 13.16-17

Ela pode ser interpretada como um selo, um carimbo ou uma gravação de algum tipo, feita pelo homem. Receber a marca da besta será obrigatório para todos durante a Tribulação. De acordo com o Apocalipse, a marca possui duas funções:
• Identificação:
Ela identifica as pessoas que mostram lealdade à missão e à obra do Anticristo. Aqueles com a marca aceitam o objetivo dele de unificar as nações sob sua administração e de forçar todos a adorá-lo em sua completa arrogância. O versículo 16 não coloca nenhum limite social ou cultural em quem pode receber a marca. É para “os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos”,?em todos os lugares. Ninguém ficará isento do plano do Anticristo.
A marca também comunica a mensagem de completo desligamento de Deus. O Apocalipse diz que aqueles que recebem a marca estão em rebelião contra o Senhor e destinados a enfrentar Sua ira (Ap 14.9; Ap 19.20).
Por outro lado, aqueles que recusarem a marca estarão em perigo de serem martirizados; mas eles permanecerão em fidelidade a Deus, e sua recompensa é grande: a vida eterna (Ap 20.4).
• Controle:
A marca da Besta também funciona como uma maneira para o Anticristo controlar toda a população. A menos que uma pessoa receba a marca, ela será incapaz de comprar ou vender qualquer coisa no mercado global, o que significa que muitos provavelmente aceitarão a marca simplesmente para poderem sobreviver. Gerenciar o que as pessoas compram e vendem em uma escala tão imensa exigiria uma moeda corrente mundial para monitorar todas as transações.
O controle social e financeiro dessa magnitude teria sido inconcebível na Roma do século I. Não obstante, com os desenvolvimentos sociais e financeiros de hoje na tecnologia, a idéia de controle financeiro mundial é desconfortavelmente plausível.

Proposição da ONU

Não muito tempo depois da recessão dos Estados Unidos que se espalhou globalmente em 2008, a Conferência Sobre Comércio e Desenvolvimento da ONU propôs uma moeda mundial gerenciada, um “Global Reserve Bank” (Banco Central Global), para ajudar a sair da dominação do dólar e impedir que uma moeda única afete negativamente a economia global. O relatório de 218 páginas declara que uma moeda controlada internacionalmente ajudaria a estabilizar cada país-membro.[1] A idéia de uma moeda global não está somente nas mentes dos burocratas da ONU, mas também nas mentes daqueles que chegaram ao ponto de não mais confiar no sistema bancário em geral.
Veja o exemplo da “Bitcoin”, uma moeda peer-to-peer* digital criada pelo desenvolvedor cujo pseudônimo é Satoshi Nakamoto. A moeda altamente controversa transcende a todos os países, moedas e mercados. Ela carece de regulamentação e não tem nenhuma necessidade de um banco que atue como mediador.[2]
Quando quer comprar um produto com Bitcoin, você faz uma transação digitalmente secreta, com carimbo da data, com a pessoa ou a empresa com quem você está fazendo negócios. Você e seu computador se tornam o banco. E, como não há banco físico, Bitcoins são salvos em uma carteira digital que fica em seu computador ou armazenada na nuvem digital, o que significa que essa moeda reside em um gigantesco centro de dados em algum lugar no grande desconhecido.
Orgulhosamente, este sistema oferece transações anônimas. No entanto, a capacidade de controlar tal moeda digital para supervisionar compras seria simples de se implantar.Qualquer um pode ser pago, poupar e investir Bitcoins; tudo o que você precisa é um computador, tablet ou smartphone para se conectar à internet. Como Bitcoin é uma moeda sem dinheiro, você adquire Bitcoins através de uma troca de produtos, serviços ou outras moedas. Isso significa que, se você vender um produto ou prestar serviços, você tem a opção de ser pago em Bitcoins. Você também pode comprar Bitcoins, pagando com a moeda do seu país, através de uma empresa de processamento de Bit­coins, como a BitPay.

Não se trata de uma idéia bizarra

Provavelmente, você está pensando que essa moeda é uma invenção bizarra, vanguardista, clandestina, que não tem base para se manter. Não é assim. Não fique surpreso ao saber que Bitcoin é muito mais desenvolvida do que muita gente pode imaginar.
Para começar, as grandes corporações amam a taxa de serviço de menos de 1% cobrada sobre as transações, comparada às taxas de serviço de 2% ou de 3% que as empresas de cartões de crédito cobram. Além disso, muitas empresas vêem o mundo se movendo na direção de uma sociedade sem dinheiro e querem estar à frente da curva na transição das moedas.
Empresas como a megastore online Overstock.com recentemente começaram a aceitar pagamentos na forma de Bitcoins. Os Sacramento Kings e os Golden State Warriors, times da Associação Nacional de Basquetebol dos EUA, com prazer aceitarão sua moeda digital, e a Tesla Motors, a mais jovem empresa americana de automóveis, alegremente venderá os seus carros elétricos de 100.000 dólares em troca dos seus Bitcoins.
BitPay, uma empresa processadora de Bitcoins com sede em Atlanta, no estado americano da Georgia, se orgulha por ter mais de 15.000 negociantes em 200 países. E pensar que, recentemente, em setembro de 2012, a BitPay tinha meros 1.000 negociantes. A Bit­Pay também afirma ter processado a quantidade espantosa de 100 milhões de dólares em transações de Bitcoins peer-to-peer.
A revista Forbes, uma das principais editoras mundiais de notícias sobre negócios, apregoa: “Bitcoin começou em 2013 a 13 dólares americanos cada moeda, para atingir, em 2014, cerca de 800 dólares, com a fascinação mundial conduzindo a um ganho de 60 vezes”.[3] A taxa extraordinária de crescimento da Bitcoin provavelmente indica que a moeda não está para desaparecer tão cedo.
John Dyer, autor de From the Garden to the City: The Redeeming and Corrupting Power of Technology [Do Jardim à Cidade: O Poder Redentor e Corruptor da Technologia], diz: “Quando a tecnologia tiver nos distraído tanto a ponto de já não a examinarmos mais, ela terá a maior oportunidade para nos escravizar”.[4] Vivemos em uma cultura que mergulha de cabeça na tecnologia, sem jamais avaliar as conseqüências a longo prazo.
E, embora Bitcoin possa ou não ser confiável, ou ser a moeda única do mundo no futuro, ela revela que há uma infraestrutura, um desejo e um mercado para uma moeda sem dinheiro, digital, global. A pergunta é: “Quem a controlará?”. (Christopher J. Katulka — Israel My Glory — Chamada.com.br)
* Peer-to-peer (do inglês par-a-par ou simplesmente ponto-a-ponto, com sigla P2P) é uma arquitetura de redes de computadores onde cada um dos pontos ou nós da rede funciona tanto como cliente quanto como servidor, permitindo compartilhamentos de serviços e dados sem a necessidade de um servidor central. (Wikipédia)

Notas:

  1. Declan McCullagh, “United Nations Proposes New ‘Global Currency”’, 9 de setembro de 2009, CBS News, www.tinyurl.com/NewGlobalC.
  2. Bitcoin “quick tour”, www.bitcoin.com.
  3. Samantha Sharf, “$10: One Perspective On What Bitcoin Will Be Worth In 2014”,?Forbes,?15 de janeiro de 2014, www.tinyurl.com/bbbitcoinn.
  4. John Dyer,?From the Garden to the City?(Grand Rapids, MI: Kregel, 2011), 28.


Extraído de Revista Chamada da Meia-Noite abril de 2015